Bebê de 11 meses é transferido pelo GTA do Hospital Universitário de Lagarto para o Hospital de Urgência Governador João Alves Filho

Com uma assistência rápida e eficiente, o serviço Aeromédico do Governo de Sergipe chegou a 150 atendimentos prestados à população, cujo objetivo é diminuir o tempo-resposta das ocorrências de urgência e emergência no estado. A parceria entre o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192 Sergipe) e Grupamento Tático Aéreo (GTA), já salvou inúmeras vidas de forma ágil e segura.

Entre os pacientes atendidos pelo serviço está a bebê de 11 meses, que apresentou um quadro de bronquiolite, caso considerado grave, mas estável. Ela precisou da transferência inter-hospitalar do Hospital Universitário de Lagarto (HUL) para o Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves Filho (Huse), na tarde do último domingo, 02.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Walter Pinheiro, todas as medidas foram empregadas para garantir a transferência da criança de maneira segura e célere. “Uma verdadeira força-tarefa para realizar esse transporte que não é fácil. Foram unidas várias frentes para colocar a criança em leito qualificado, para que ela possa, de forma intensiva, ter todos os cuidados. A sazonalidade da pediatria vem tensionando o serviço de Saúde e o Governo do Estado não mede esforços para lidar com essa situação tão desafiadora onde cada vida importa”, salienta.

Para uma transferência segura, a Unidade de Suporte Avançado (USA) de Lagarto avaliou as condições clínicas da bebê e a viabilidade do transporte com o Grupamento Tático Aéreo (GTA). As equipes se mobilizaram desde a Central de Regulação de Urgência, o Huse e a Central de Regulação de Leitos para que a transferência acontecesse da melhor forma e a continuidade do tratamento da criança fosse de forma qualificada.

O médico e terapeuta intensivo do Samu 192 Sergipe, Aislan Pimentel, descreveu o quadro de saúde da criança. “Ela foi internada com o quadro de bronquiolite que evoluiu para pneumonia adquirida e insuficiência respiratória, sendo submetida à intubação orotraqueal. Quando o serviço foi acionado para a remoção da paciente para o leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), imediatamente nos deslocamos e realizamos a transferência para o Huse com sucesso, onde a paciente foi admitida e se mantém estável no momento”, relatou.

Serviço Aeromédico

Para atender as demandas do serviço aeromédico, 29 profissionais, sendo 15 médicos e 14 enfermeiros emergencistas, estão habilitados. Em 16 de fevereiro de 2023, foi assinado o termo de cooperação entre as Secretarias de Estado da Saúde e Segurança Pública nº 001/2023 para utilização conjunta da aeronave entre o Grupamento Tático Aéreo e o Samu 192 Sergipe. Com a iniciativa, Sergipe passou a configurar uma nova realidade na vida dos sergipanos no que diz respeito aos principais serviços de atendimentos móveis de urgência do país.

Segundo o superintendente do Samu 192 Sergipe, Dênison Pereira, o serviço aeromédico em Sergipe é um avanço na assistência pré-hospitalar. “Entendemos que o transporte aéreo é indispensável no que se refere a diminuição do tempo-resposta, priorizando também a estabilidade clínica do paciente a fim de atender as ocorrências de maneira qualificada e eficiente à população”, destacou o superintendente.

Fonte: Governo de SE

Publicidade!

Ueslei

Inove Academia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here