Governador suspende uso do sistema de reconhecimento facial em Sergipe

O governador Fábio Mitidieri anunciou na noite desta segunda-feira, 15, por meio das redes sociais, a suspensão do uso do sistema de reconhecimento facial pela Polícia Militar de Sergipe. A decisão está relacionada a um fato ocorrido no último sábado, 13, quando por indicação do sistema, um torcedor foi abordado por policiais militares e confundido com um suspeito que possui um mandado de prisão em aberto.

Por meio de uma mensagem na rede social X, o governador de Sergipe lamentou a falha na ferramenta de reconhecimento facial ocorrida durante final do Campeonato Sergipano. “Reconhecemos a importância da tecnologia para a segurança pública e, devido ao ocorrido, determinei a suspensão do uso do sistema até que novo protocolo seja implantado”.

Fábio Mitidieri também prestou solidariedade ao torcedor abordado pelos policiais. “Os instrumentos de segurança do Estado não podem constranger nossos cidadãos. Em nome do governo de Sergipe, me solidarizo com João Antônio e sua família”.

Entenda

O personal trainer João Antônio acusou a Polícia Militar de Sergipe de tê-lo abordado de maneira constrangedora e truculenta durante a partida entre Sergipe e Confiança, no último sábado, 13, na Arena Batistão. A abordagem foi realizada a partir do sistema de reconhecimento facial que indicou – de maneira equivocada – que o torcedor possuía um mandado de prisão em aberto.

A Polícia Militar ao perceber o equívoco pediu desculpas ao torcedor e o liberou para assistir a partida. As imagens da abordagem repercutiram nas redes sociais.Esta não é a primeira que o sistema causou problemas em Sergipe. Em novembro do ano passado, uma mulher que curtia o Pré-Caju na Orla de Atalaia, em Aracaju, foi confundida duas vezes com uma foragida da Justiça. Na época, ela relatou que a abordagem ocorreu de forma truculenta.

Por Verlane Estácio

Publicidade!

Ueslei

Inove Academia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here