Saúde destaca a importância da prevenção contra HIV/Aids no Dezembro Vermelho

O Dezembro Vermelho é o mês voltado para a conscientização e promoção do tratamento precoce da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids), e de outras infecções sexualmente transmissíveis. Nesse sentido, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) vem promovendo ações como Mostra de Cinema e palestras alusivas ao tema e testagens.

O Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) é o vírus que causa a Aids (sigla em inglês para Síndrome da Imunodeficiência Adquirida). O HIV ataca o sistema imunológico, que é o responsável por defender o organismo de doenças. Geralmente, a infecção do HIV não apresenta sintomas, e as manifestações podem se dar na fase avançada, quando é feito o diagnóstico da Aids.

Segundo a referência técnica do Programa Estadual IST/Aids, Almir Santana, o Dezembro Vermelho é um mês de mobilização e de alerta para a sociedade em relação ao HIV e Aids. “Nós aproveitamos esse mês para intensificar algumas ações, uma vez que observamos uma parte da população um pouco acomodada, com a ideia que a infecção não está mais como antes e acaba abandonando a camisinha”, ressaltou o médico.

“Segundo recomendação do Ministério da Saúde, pelo menos uma vez ao ano, quem tem relação sexual sem camisinha deve fazer o teste, mas isso vai depender da vida sexual de cada um. Se a pessoa muda de parceiros frequentemente, aí tem que aumentar a testagem, porque mudar de parceiro sem o uso da camisinha é uma prática de risco. Então é importante aumentar para duas ou três vezes pelo menos. Além de incentivar a testagem, tem que estimular o tratamento o mais rápido possível, que vai ajudar individualmente e vai ajudar coletivamente, porque o indivíduo com a carga viral baixa dificilmente vai transmitir o HIV para outras pessoas”, explicou o médico.

Transmissão do HIV

A trasmissão do HIV pode ocorrer por sexo oral, vaginal e anal sem camisinha; por compartilhamento de seringas e agulhas com sangue infectado; por meio de acidente ocupacional com material biológico de risco; por recepção de sangue infectado; para o bebê durante a gestação, parto ou amamentação.

Tratamento

O tratamento para o HIV é feito por meio do uso regular permanente dos medicamentos antirretrovirais (ARV), disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS), e indicado para todas as pessoas que têm HIV/Aids. O tratamento precoce e a adesão aos medicamentos reduzem as complicações da infecção, melhoram a qualidade de vida e reduzem a possibilidade de transmissão do HIV para as outras pessoas.

A Prevenção Combinada se refere à estratégia adotada para se prevenir do HIV, associando diferentes ferramentas ou métodos (ao mesmo tempo ou em sequência), conforme a situação, risco e escolhas. Entre as medidas de Prevenção Combinada, destacam-se a prevenção da transmissão vertical; preservativos penianos e vaginais; testagem para o HIV; tratamento para o HIV; Profilaxia Pós-Exposição (PEP) e Profilaxia Pré-Exposição (PrEP).

Programação

A SES, em parceria com Fundação Estadual de Saúde (Funesa), por meio da Escola de Saúde Pública (ESP/SE), promoveu uma ação voltada à prevenção ao HIV. No Dia Mundial de Combate à Aids, 1º de dezembro, foi realizado o I Seminário Estadual de HIV/AIDS, com o objetivo de atualizar os profissionais de saúde, médicos e enfermeiros, sobre o HIV.

“Na palestra, os Centros de Testagem e Aconselhamento (CTAs) puderam trocar experiências, mostrando os serviços que são realizados na rotina. Esperamos que a partir desse momento, novas políticas públicas sejam criadas e que os gestores municipais incentivem ainda mais esses serviços de Prevenção Combinada, por exemplo”, atentou Almir.

Já a Mostra de Cinema que está acontecendo em nove capitais do país, em Sergipe, será realizada nos dias 4, 5 e 6 de dezembro, na Universidade Tiradentes (Unit), no Campus Farolândia, no bloco G, na sala 59, às 10h30, às 16h e às 18h. Entre os filmes que serão exibidos estão ‘HIV 40 anos: Aids e suas histórias’; ‘Positivas’; ‘Carta para além dos muros’e entre outros.

Nesta terça-feira, 5, a Unidade Móvel ‘Fique Sabendo’ estará na 17ª edição do ‘Sergipe é aqui’, que acontece no município de Nossa Senhora da Glória, no alto sertão do estado. Serão oferecidos testes rápidos com o intuito de promover a detecção de HIV, sífilis e hepatites virais. A previsão é que sejam realizados 70 atendimentos para pessoas sexualmente ativas, com idade superior a 15 anos, atendidas por ordem de chegada, de acordo com a senha liberada. Fonte:SES

Publicidade!

Inove Academia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here