Vacina e uso do preservativo podem evitar a transmissão do HPV

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Programa IST/ Aids, alerta a população sobre a importância do uso do preservativo em sexo oral para evitar a transmissão do Papilomavírus Humano, conhecido popularmente como o HPV, e consequentemente evitar que a infecção chegue ao câncer. Bem como a vacinação em meninos e meninas, entre a faixa etária de 9 a 14 anos.

A referência técnica do Programa IST/Aids, Almir Santana, salientou que o HPV é um vírus que se apresenta em mais de 200 tipos, e alguns destes estão relacionados ao câncer no colo do útero, câncer de pênis, câncer de garganta e câncer no ânus. “Ao fazer sexo oral sem uso de preservativo, pode ocorrer a transmissão do HPV, e quando não cuidado, dependendo do sistema imunológico de cada pessoa, pode ocasionar um câncer. Por isso é importante que a população esteja consciente da importância da vacinação contra o HPV, bem como do uso do preservativo durante o sexo oral”, explicou o médico.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), o HPV é um vírus que infecta pele ou mucosas (oral, genital ou anal), tanto de homens quanto de mulheres, provocando verrugas anogenitais (região genital e no ânus) e câncer, a depender do tipo de vírus. A infecção pelo HPV é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST).

Além do uso de camisinhas, é necessário reforçar a prevenção, vacinando meninos e meninas de 9 a 14 anos para que indiretamente, essa vacina possa prevenir o câncer. “Mas por que vacinar as crianças nessa idade? É porque nessa faixa etária a vacina é mais eficaz, pois há uma maior produção de anticorpos. A vacina contra o HPV é a medida mais eficaz de se prevenir contra a infecção. A vacina é distribuída gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS)”, frisou Almir Santana.

Fonte:SES

Publicidade!

Ueslei

Inove Academia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here