Primeira-dama do município de Simão Dias é condenada por transfobia

Claudia Cristiane é acusada de se dirigir à servidora Francielle Oliveira com uma expressão de intolerância, no momento em que entregou um brinde a ela, em um evento realizado no Dia Internacional da Mulher, no dia 8 de março.

O juiz da 2ª Vara Criminal de Simão Dias, Sidney Silva de Almeida, condenou a primeira-dama de Simão Dias, Claudia Cristiane de Oliveira Menezes, pelo crime de transfobia contra uma ex-servidora da Secretaria de Inclusão Social do município.

Na decisão, divulgada no último sábado (1º), o juiz condena a ré a um ano de reclusão e multa de 120 dias.

Claudia Cristiane é acusada de se dirigir à servidora Francielle Oliveira com uma expressão de intolerância, no momento em que entregou um brinde a ela, em um evento realizado no Dia Internacional da Mulher, no dia 8 de março.

“‘Tome aqui. Você não diz que é mulher?’. Quando ela falou isso pra mim, fiquei sem chão”, disse a vítima.

Segundo Franciele, ela foi exonerada cerca de dois meses depois.

Por meio de nota, a Defesa de Cláudia Cristiane disse ainda não foi intimada, mas ressaltou que recorrerá da decisão.

“Na qualidade mulher, mãe de família, esposa, servidora pública, a Sra. Cláudia age de forma harmônica e tratamento urbano com todas as pessoas, não existindo a intenção de denegrir ou macular a imagem de quem quer que seja”, diz a nota. Fonte:G1/SE

Publicidade!

Ueslei

Inove Academia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here