Carros de luxo apreendidos na Operação Falsa Central serão enviados para Sergipe

Em continuidade à Operação Falsa Central, deflagrada na última quarta-feira, 22, pelo Departamento de Crimes contra o Patrimônio (Depatri) e Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), 12 mandados de busca e apreensão foram cumpridos em São Paulo e resultaram na apreensão de seis carros de alto padrão, joias e dinheiro em espécie. Trabalho teve apoio da Polícia Civil de São Paulo.

Segundo o delegado André Baronto, diretor do Depatri e coordenador da operação no estado de São Paulo, todos os veículos foram catalogados e serão enviados a Sergipe, onde ficarão à disposição da Justiça, que decidirá o destino dos bens. “Destacamos a prisão de diversos objetos em poder dos investigados, de alto poder aquisitivo. Carros como Jaguar, Audi e BMW, totalmente incompatíveis com o poder declarado pelos alvos, o que denota a origem ílicita dos valores ostentados por ele”, disse a delegada Maria Pureza, que coordena a Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC).

Os veículos e as joias somam-se ao material apreendido na ação da última quarta-feira, que visou desarticular uma organização criminosa responsável por lesar mais de 200 correntistas de uma instituição bancária do estado de Sergipe, causando um prejuízo de mais de R$ 10 milhões.

Publicidade!

Ueslei

Inove Academia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here