Sergipe cai para 15º entre estados com maior taxa de crimes, atesta Monitor da Violência

O Monitor da Violência do G1 atestou a tendência de queda na incidência de crimes violentos letais intencionais (CVLIs) em Sergipe. Conforme o levantamento, há 14 estados apontados como mais violentos do que Sergipe. Embora tenha ocorrido um aumento discreto de pouco mais de 1% nos números, os dados mostram a estabilização dos casos, que vem apresentando queda desde 2016.

Os CVLIs são os homicídios, lesões corporais seguidas de morte e latrocínios. Conforme os dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), da SSP, em 2016 foram registrados 1.356 crimes violentos letais intencionais. Já em 2022, esse número foi de 593, representando uma redução de 56,3%. Entre 2021 e 2022, houve um leve aumento de oito casos, sendo 585 em 2021 e 593, em 2022.

O coordenador de estatística e análise criminal da SSP, Sidney Teles, de 2016 aos anos atuais houve redução. “Em 2022, tivemos um leve aumento que consideramos como estabilidade porque estamos vindo de vários anos de queda”, avaliou.

Sidney Teles detalhou que na Zona Norte de Aracaju foi identificado uma tendência de alta e os números foram passados às forças de segurança. “A consequência disso é que em 2023 os números estão em redução”, comentou.
O tenente-coronel George Melo, comandante do policiamento militar da capital, destacou que a segurança pública tem adotado um planejamento elaborado a partir de dados estáticos sobre a criminalidade em Sergipe.

“Fortalecemos as áreas de atuação dos batalhões com tropas especializadas, atuando com abordagens em áreas críticas. Assim observamos apreensões principalmente de drogas”, detalhou.

A Polícia Militar tem feito operações em áreas de risco como a Zona Norte de Aracaju. “Alguns grupos criminosos promoviam homicídios, e a SSP fez operações que resultaram em prisões na região”, acrescentou o tenente-coronel.

A representante no Núcleo de Análises e Pesquisas da SSP, Anubia Melo, ressaltou que os dados são orientados para o diagnóstico da criminalidade no estado. “Esses dados significam que a SSP tem um olhar preocupado para esse conhecimento”, enfatizou.

“Os números visam diagnosticar a aplicação da política pública com maior eficácia para a nossa sociedade. Então os dados também nos ajudam a entender o que favorece o crescimento do número de crimes em determinada região, expressivamente com condições de estrutura básica ainda deficitárias”, verificou Anubia Melo.

Homicídios em 2023

Conforme os dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), os meses de janeiro e fevereiro de 2023 juntos somaram 87 homicídios. Esse número é menor 15,5% do que o mesmo período de 2022, quando aconteceram 103 casos.

No comparativo com o ano de 2016, em que ocorreu grande aumento nos indicadores de violência em Sergipe, a queda foi de 62,5%. Naquele ano, apenas nos dois primeiros meses de fevereiro, foram registrados 145 homicídios.

Investimentos

Sergipe está em plena execução de recursos com grandes investimentos na área da Segurança Pública. Os investimentos são essenciais para a diminuição dos homicídios no estado.

Atualmente, entre recursos do fundo a fundo e de convênios, o estado possui um total de R$ 88 milhões que estão sendo executados com altos investimentos em andamento. Boa parte está relacionada com a construção e grandes reformas de várias unidades policiais e do Corpo de Bombeiros na capital e interior do estado.

O último repasse de recursos, inclusive, aconteceu em dezembro de 2022, com R$ 34,5 de repasses para o estado de Sergipe na área da Segurança Pública.

Nos últimos anos, foram compradas centenas de armas de fogo, coletes balísticos, viaturas, outros itens de proteção individual, equipamentos para a perícia e capacitação do público interno. Mais de R$ 30 milhões foram investidos nos últimos anos na área da segurança pública. Fonte:SSP/SE

Publicidade!

Inove Academia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here