Caso Genivaldo: audiências são realizadas esta semana em Sergipe

As audiências acontecem desta terça-feira (22) até a próxima quinta-feira (24)

Iniciam nesta terça-feira (22) e seguem até a próxima quinta-feira (24) as audiências que investigam a morte de Genivaldo de Jesus Santos. Ele morreu durante abordagem da Polícia Rodoviária Federal, em Umbaúba no dia 23 de maio deste ano.

Nas audiências serão ouvidas testemunhas de acusação e defesa, além dos réus, que são três policiais: William de Barros Noia, Kleber Nascimento Freitas e Paulo Rodolpho Lima Nascimento.

“Com o objetivo de garantir a integridade física dos presentes à audiência, além de preservar a imagem dos envolvidos, não será permitido o acesso de pessoas que não integram o referido processo”, explicou a Justiça Federal em Sergipe.

MPF traz novos detalhes das investigações e pede expulsão dos policiais

A advogada da família da vítima, Monalisa Batista, conta que mais de 30 pessoas vão prestar depoimento durante as audiências. “O processo está transcorrendo da forma mais célere que o caso requer, principalmente pela repercução. A instrução está dividida em três dias, porque serão ouvidos mais de trinta testemunhas, e a expectativa é que na sentença os réus sejam pronunciados para o júri popular”, pontua.

O caso

Na abordagem, os policiais imobilizaram Genivaldo. Com mãos e pés amarrados, ele foi colocado dentro do porta-malas da viatura. Lá, foi liberado gás lacrimogêneo que provocou a morte da vítima por asfixia mecânica e insuficiência respiratória, como aponta o laudo do Instituto Médico Legal (IML). A vítima sofria de esquizofrenia. Os policiais foram indiciados por abuso de autoridade e homicídio qualificado.

Fonte: Portal A8SE

Publicidade!

Inove Academia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here