Justiça amplia para R$ 18,5 milhões bloqueio de bens de suspeitos de financiarem atos golpistas

Juiz Francisco Ribeiro atendeu a pedido da AGU. Antes, bloqueio era de R$ 6,5 milhões. Aumento do valor decorre de novos levantamentos dos danos causados nos prédios dos Três Poderes.

O juiz Francisco Alexandre Ribeiro, da 8ª Vara Federal de Brasília, ampliou para R$ 18,5 milhões o bloqueio de bens de pessoas e empresas que supostamente financiaram atos golpistas na Esplanada dos Ministérios, no dia 8 de janeiro, em Brasília.A decisão foi tomada na noite desta sexta-feira (20) e atende a um pedido feito pela Advocacia-Geral da União (AGU).

No dia 12 de janeiro, o juiz federal Francisco Ribeiro já havia determinado o bloqueio de R$ 6,5 milhões em bens dos supostos financiadores dos atos golpistas.A ampliação do valor decorre de novos levantamentos de danos causados pelos golpistas nos prédios do Palácio do Planalto, do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Congresso Nacional.

Segundo a AGU, levantamentos nas dependências dos prédios verificaram prejuízos de, pelo menos:R$ 7,9 milhões no Palácio do Planalto;R$ 5,9 milhões no STF.R$ 3,5 milhões no SenadoR$ 1,1 milhão na Câmara dos Deputados;A quantia de R$ 18,5 milhões bloqueada seria usada para ressarcir o poder público pelos danos causados às sedes dos Três Poderes da República.

Cerca de 50 pessoas e sete empresas devem ser atingidas pela decisão da Justiça Federal em Brasília. Fonte:G1

Publicidade!

Inove Academia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here